sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O Diário de Renesmee IV: Capítulo 19 - Parte I

O Diário de Renesmee IV' é a continuação da fanfic ‘O Diário de Renesmee’ 'O Diário de Renesmee II e III', e não tem nenhuma ligação com as mini fanfics ‘Tudo o que você sempre quis saber da Família Cullen’ ‘Emmett ensina travessuras a Nessie’.


É indicado que antes de ler esta fanfic você já tenha lido 'O Diário de Renesmee I''O Diário de Renesmee II' e 'O Diário de Renesmee III'.

Sobre os erros de português : Pedimos desculpas pelos erros de português que encontrarem na fanfic e fazemos o máximo possível para arrumar esses erros. Porém, como ninguém é perfeito, pode ser que ainda tenha alguns erros na fanfic.

Sobre ser lançado um livro com a fanfic: A fanfic é baseada na história da Stephenie Meyer e os direitos autorais são todos dela. Não podemos lançar um livro com a fanfic e não temos intenção nenhuma de fazer isso.

Sobre os capítulos : Os capítulos serão postados por semana, e qualquer imprevisto avisaremos nas redes sociais.

Abraços,
Anielle, Melissa e Dhayane.


Capítulo 19
A hora é agora
Narrado por Renesmee e Jacob


Narrado por Jacob Black

Alice me encarou e eu sabia que não tínhamos soluções. Alguém morreria. Nessie ou o bebê. Eu não queria abrir mão de nenhum, mas se uma arma estivesse na cabeça de alguém que eu amo para que eu fizesse uma escolha, eu escolheria Renesmee mil vezes. Eu não podia viver sem ela. Eu amava o nosso bebê, entretanto havia outras maneiras de termos filhos. Podíamos adotar uma criança normal que ninguém se interessaria para pesquisas sobrenaturais. Edward bufou porque estava prestando atenção aos meus pensamentos.

 Então me dê uma outra ideia. - Reclamei para ele.

- Renesmee vai continuar viva. - Ele afirmou.
- E o que iremos fazer para garantir que isso seja verdade? 
- Podemos fazer alguns contatos. - Carlisle sugeriu. - Irei me comunicar com alguns amigos e perguntar se há a existência de outras bruxas que possam fazer o mesmo que a garota Spencer.
- Tudo bem. - Bufei. Até lá, já não havia nada que eu pudesse fazer.

Narrado por Renesmee Black



Ouvi toda a conversa da minha família e eu sabia que minha gravidez não acabaria bem. Eu morreria e minha família iria sofrer. Talvez meu bebê não sobrevivesse também e tudo iria por água abaixo.
Jacob veio até meu quarto e sentou-se do meu lado na cama. Eu estava deitada e ele também. Apesar da distância, eu ouvia sua respiração ofegante e não precisava olhar para saber que ele estava chorando. Eu comecei a chorar também. Queria tanto sentir a sua mão, poder abraçá-lo, mas sabia que isso iria infligir mais dor a nós dois.


Acordei e Jake já não estava do meu lado. Levantei tonta e tentei ouvir o que eles diziam na sala.


- Não há ninguém que possa nos ajudar nessa situação. - Meu avô explicou. - Podemos aceitar a proposta da bruxa Spencer, para salvar Renesmee.

- E colocar meu neto em risco?! - Meu pai gritou.
- Temos que manter Nessie viva, Edward. - Fiquei surpresa ao ouvir a opinião do meu marido. Não sabia que ele faria de tudo para que eu vivesse, mesmo que isso incluísse deixar nosso bebê nas mãos de cientistas sem escrúpulos.
- Antes mesmo de eu ligar para Zafrina, ela sabia da nossa situação. A notícia está se espalhando rápido e alguns vampiros estão curiosos sobre este bebê. - Meu avô voltou a falar. - Todos sabem que estamos com problemas. De novo.

Eu me apoiei nas paredes, tentando chegar a sala. Minha mãe me ouviu e veio me ajudar. Quando eu parei para respirar profundamente, percebi que todos me olhavam.


- Nessie, você não deveria estar fora da cama. - Meu pai ajudou minha mãe a me colocar sentada no sofá. Minha barriga doía e o bebê parecia mal ter espaço para se mover.


- Eu quero dizer uma coisa. - Falei bem baixinho, mas com a certeza que todos poderiam ouvir. - Quero que parem de procurar uma solução!


Depois de um breve silêncio, continuei:

- Vocês precisam parar de se preocupar comigo e com este bebê. A decisão de continuar com a gravidez foi minha. Eu quero viver ou morrer para dar vida a esta criança. Todos vocês sabem que eu e Jacob não podemos nos tocar fisicamente e este bebê será a única coisa que restará do nosso convívio normal. Por favor, entendam isso. Vocês estão expondo a nossa família e talvez até o nosso segredo. Parem, por favor. Parem.

Não percebi que estava chorando até Alice enxugar uma de minhas lágrimas na bochecha. 



Narrado por Jacob Black



Renesmee dormia em sua cama. Ela estava se esforçando para respirar e Carlisle colocou uma máscara de oxigênio para ajudá-la. Eu estava sentado ao lado dela, ouvindo todos conversarem sobre o pedido de Nessie. Eu a entendia, mas não queria parar de procurar uma solução. Ela não precisava saber que eu ainda tinha esperanças.


Me ausentei da casa de meu pai e fui para floresta. Assim que tomei distância o suficiente para que ninguém ouvisse minha ligação, peguei meu celular e disquei para o Dr. Houffman. Pedi a ele mais um tempo, pois a sua ideia era muito inovadora. Ele entendeu e sugeriu que eu conversasse em particular com a minha esposa e era isso que eu iria fazer.



Narrado por Renesmee Black



Acordei muito tarde e me deparei com meus pais e Jacob no quarto. Eu me senti um animal em exibição numa jaula, já que eles me observavam dormir. Talvez eles pensassem que nunca iriam ter tal oportunidade depois que o bebê nascesse, já que eu estaria morta. Meu pai bufou ao ouvir meus pensamentos pessimistas. Eu tinha que começar a pensar em como seria se eu morresse.


- Ness, eu preciso falar com você. - Jacob sorriu, ou melhor, tentou sorrir para mim. Seus olhos mostravam que ele não dormia há dias e sua testa estava franzida de preocupação.

- Tudo bem. - Sentei na cama.
- O que você acha de a gente fazer um passeio na praia? Seria bom você sair um pouco.
Olhei para os meus pais buscando aprovação. Eu não conseguia dar dois passos sem sentir o meu pulmão falhar.
- Você pode ir em uma cadeira de rodas, Renesmee - Meu pai explicou.
Acenei com a cabeça e Jacob tentou sorrir de novo. Minha mãe pediu licença para me ajudar a me arrumar.


Narrado por Jacob Black



Eu empurrei a cadeira com Nessie por alguns minutos antes de ela começar a falar.


- Jake, você está com raiva de mim?

- Claro que não, meu amor. - Respondi.
- Você sabe que eu queria que as coisas fossem diferentes, mas não posso sacrificar nosso filho para salvar a minha vida.
- Eu sei. - Parei de empurrá-la e me ajoelhei de frente para ela.
- Você vai ser feliz, Jake. Mesmo se eu não sobreviver.
- Não fala assim, Nessie. - Um aperto surgiu na minha garganta e eu tremia só de pensar...
- Me prometa que se eu não sobreviver e nosso filho sim, você não ficará com raiva dele. Ele não me matou. Você sabe disso, não sabe?
- Sei. - Toquei seu joelho que estava coberto sobre a calça. Não aguentava mais não poder abraçá-la. - Vamos ficar bem!
Ela sorriu e eu tentei sorrir de volta. Parecia que o mundo iria acabar e somente eu iria ficar vivo.
- Você já pensou na proposta do Dr. Houffman? - Decidi começar o assunto de leve. - Ele não vai machucar nosso bebê.
- Sinto que essa história não vai dar certo, Jake. Ele pode sequestrar nosso filho.
- Ness, eles só são humanos. Temos mais poderes e aliados que eles.
- Você não sabe disso, Jake! 
- Eles só iam pesquisar o nosso bebê e depois teríamos uma vida normal.
- Eles querem nos enganar e vão expor nosso filho para o mundo inteiro.
- Tudo bem, Nessie. - Bufei, irritado por não conseguirmos chegar a um acordo. - Tentaremos de outra maneira.
- Jacob... - Ela me encarou. - Eu e você sabemos que não há outra maneira. Estou muito fraca...
- Renesmee! Você vai sobreviver!
- Jacob, por favor, não se iluda! Você sabe que não há outra maneira. E mesmo se eu sobreviver, que sentido faz? Eu quero voltar a viver com você e nós não podemos...
Não deixei que ela terminasse a frase e toquei o braço dela.
- Vou aprender a lidar com a dor dos nossos toques. - Ela tentava tirar a minha mão do seu braço, porém a queimação vinha forte e eu queria provar pra ela que poderíamos viver normalmente. Eu berrei de dor, soltando o braço de Nessie e no momento exato que caí no chão, ela gritou. Colocando as mãos na barriga, ela chorava.
Me levantei e gritei:
- O que está acontecendo, Nessie?
- Me leve para casa, Jake. - Ela respondeu choramingando.


Chegando em casa, Carlisle colocou Renesmee na cama e pediu para deixarmos o quarto, só Bella que continuou ao lado da filha.

Os minutos pareciam que não passavam. Todos estavam em silêncio e eu senti uma mão nas minhas costas. Era Rachel.
- Vai dar tudo certo, Jake. - Ela sussurrou no meu ouvido.
Edward, Emmett e Jasper estavam em pé, formando um triângulo. Eu tentava ouvir o que estava acontecendo no quarto, porém minha mente estava bagunçada demais.


Bella, finalmente, saiu do quarto. Ela estava saltitando, mas ao mesmo tempo carregava uma expressão séria no rosto. Era como se seu corpo estivesse radiante e seu rosto não estivesse suportando a aflição. 



- Renesmee está em trabalho de parto! - Ela disse.



Clique aqui se quiser relembrar o último capítulo



                                                         Atenção!
Se você ainda não curtiu a nossa página no Facebook, curta aqui. E caso queira ser notificado quando postarmos um novo capítulo, siga a imagem abaixo e clique em 'Obter Notificações'.



Seu comentário é muito importante para nós, deixe sua opinião!

8 comentários:

  1. Amei o capítulo e ansiosa pelo próximo capitulo mais sem presa para saber o que vai acontecer com a Nesse e com o bebe

    ResponderExcluir
  2. Pelo o amor de Jeová meninas!! Pq me deixam tão ansiosa e em expectativa? ;-; vou chorei,meu deus! Necessito saber oq vai acontecer com ela hahahau pfvr me digam que vão lançar o episódio em breve! ;---; Abraços :')

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Venho com boas notícias! O blog foi reativado com todos os capítulos de todos os Diários disponíveis até agora. Estamos querendo saber se você, leitora, voltaria a ler caso voltássemos a escrever a fanfic. Obrigada pela atenção!

      Excluir
  3. Respostas
    1. Olá! Venho com boas notícias! O blog foi reativado com todos os capítulos de todos os Diários disponíveis até agora. Estamos querendo saber se você, leitora, voltaria a ler caso voltássemos a escrever a fanfic. Obrigada pela atenção!

      Excluir
  4. eu preciso q sigam coma historia estou loka pra saber o q vai acontecer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho! Caso a gente volte, te avisaremos por aqui!

      Excluir

Pedimos que comentem suas opiniões, críticas e ideias com o devido respeito, ou seja, sem palavras obscenas ou grosseiras. Caso contrário, seu comentário será deletado.

Sintam-se a vontade para perguntar e tirar suas dúvidas sobre qualquer postagem do blog. Se quiser que uma resposta de volta, deixe seu e-mail. Abraços!